29 de abr de 2013

Resumos das comunicações apresentadas no Chile estão disponíveis


Foi um processo longo, que iniciou com a submissão da proposta do simpósio "El Acceso a la Información:  ciudadanía, derechos humanos y democracia"  à coordenação do III Congreso de la Internacional del Conocimiento em 31 de julho de 2011. De lá para cá foram mais de 18 meses de muito trabalho com seminários prévios (ver algumas realizações neste blog, em página específica aqui), chamadas de trabalho, análise e muitas outras atividades. Foram 71 submissões (um crescimento de mais de 100% em relação ao simpósio de 2010), das quais aprovaram-se (após a análise de quatro referees) 58 (36 a mais que em 2010), sendo que houve 22 apresentações (mais ou menos 1/3, conforme previsão da organização geral, em função dos altos custos das passagens em janeiro). Mesmo assim houve um crescimento real de 50% nas comunicações efetivas.

  • A proposta geral do simpósio pode ser acessada diretamente no portal da IC aqui (somos o 4º simpósio mais acessado em número de hits).
  • Os resumos aprovados podem ser vistos também no portal da IC aqui (somos o 9º simpósio em termos de acesso, de um total de 68).
  • Os resumos dos trabalhos efetivamente apresentados deverão ser publicados em breve pela organização do congresso e podem ser baixados aqui.
  • Mais fotos do evento podem ser vistas aqui

27 de abr de 2013

Lançamento de livro de arte, com influência da documentação


 A01 [cod.19.1.1.43] — A27 [s|cod.23]

Marquem na agenda: dia 30 de abril

No Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, às 16 horas, será lançado o mais recente livro de Rosângela Rennó, intitulado A01 [cod.19.1.1.43] — A27 [s|cod.23]. Trata-se de um livro-de-artista, impresso em offset, capa dura e 336 páginas em cor, edição de 500 exemplares, numerados. 

Por ocasião do lançamento será realizado um debate aberto ao público com a presença de Beatriz Kushnir, diretora do Arquivo Geral, Joaquim Marçal Ferreira de Andrade, pesquisador da Divisão de Iconografia da Biblioteca Nacional e professor adjunto de fotografia da PUC-Rio e da artista visual Rosângela Rennó.

EM TEMPO: para quem não pôde ir, a mesa redonda do lançamento está disponível.


Informação replicada de e-mail de Bia Kushnir

25 de abr de 2013

El documento moderno y contemporáneo



CURSO: 
El documento moderno y contemporáneo: Paleografía, Diplomática y Archivística. 

Fundamentos del Curso:

Cualquier profesional deberá conocer en su actividad diaria, cuanto menos, los materiales con los que trabaja, su denominación y características. En esa línea, el profesional de la documentación está obligado a reconstruir los expedientes, asignando la "etiqueta" correspondiente a cada una de las piezas documentales que los integran. La Diplomática permite el análisis de los textos conforme a su génesis, tradición y estructura; lo que posibilitará la identificación de los tipos documentales que se han producido en las diferentes esferas de la administración, ya sea real, eclesiástica, notarial, municipal, judicial..

Asimismo, una de las funciones principales de todo archivero, si no la primordial, radica en poner a disposición del público los documentos que custodia. Esta tarea no se comprende si antes no han sido realizadas una serie de acciones que, finalmente, cristalizarán en la descripción. Con todo, ésta comprenderá diversas fases, dependiendo del grado de profusión con el que sean abordados los textos. Así, podemos hablar de guías, inventarios, catálogos..., en un recorrido informativo que partirá de lo general para desembocar en lo particular. Esta operación, a simple vista, tan fácil, requiere de una normalización, máxime en los tiempos que corren, donde el trasvase y migración de datos se antoja fundamental en la era de la informática. Dicha homogeneización descriptiva es, en la actualidad, un hecho, en virtud a la creación e implantación de la norma internacional “ISAD-G”, acompañada, por ejemplo, de otras como la ISAAR (CPF), ISDF o ISDIAH.

Por último, todo lo anterior dificilmente tendrá sentido si no somos capaces de leer los documentos, de transcribir los caracteres con los que han sido confeccionados a lo largo de la Historia. Por todo ello, se hace necesario recurrir a la Paleografía, a fin de poder descifrar los códigos gráficos de antaño. Sirva de ejemplo que en la Edad Moderna se emplearon tres tipos escriturarios: cortesano, procesal y humanístico. 


Ejes Temáticos:
PALEOGRAFÍA
- Normas de transcripción- Escritura gótica . Génesis y evolución . Tipos gráficos: .. Cortesana .. Procesal - Escritura humanística. Génesis y evolución . Tipos gráficos:
.. Redonda o formada .. Cursiva .. Cancilleresca .. Bastarda .. Bastardilla
DIPLOMÁTICA
- General . Génesis documental . Tradición documental . Estructura documental - Especial . Documentación real . Documentación eclesiástica . Documentación municipal . Diplomática judicial . Documentación notarial. Documentación administrativa
ARCHIVÍSTICA
- Descripción en archivos . Principios generales e instrumentos de descripción .. Guía .. Inventario .. Catálogo .. Otros instrumentos descriptivos. La normalización descriptiva .. Norma Internacional de Descripción Archivística. ISAD (G).. Norma Internacional sobre los Registros de Autoridad de Archivos relativos a Instituciones, Personas y familias. ISAAR (CPF).. Norma Internacional para la descripción de funciones(ISDF).. Norma Internacional para describir instituciones que custodian fondos de archivo (ISDIAH) Otras normas y reglas.

DocenteD. Manuel Salamanca López. Profesor de Paleografía y Diplomática de la Universidad Complutense de Madrid. Con anterioridad, desempeñó funciones docentes en las Universidades de Córdoba y Autónoma de Madrid. Integrante y colaborador de diferentes proyectos de investigación, nacionales e internacionales, autor y coautor de numerosas monografías y artículos de carácter paleográfico-diplomático e histórico, además de haber impartido, coordinado y dirigido diversas jornadas, cursos, etc. Ha sido invitado a las universidades y organismos extranjeros siguientes: Universidade de Lisboa; Universidade Autonoma de Lisboa; Universidade Nova de Lisboa; Universidade de Oporto; Universidade de Coimbra; Universidade Portucalense Infante D. Henrique; Universidade Fernando Pessoa; Universidade de Beira Interior; Universidade do Minho; Università di Roma “La Sapienza”; Università di Venezia; Università di Bergamo; Università di Verona; Università di Parma; Università di Salerno; Università di Cagliari; Università di Sassari; Università degli Studi di Napoli Federico II; Seconda Università degli Studi di Napoli; Archivio di Stato di Napoli; Archivio di Stato di Cagliari; Istituto di Storia dell'Europa Mediterranea (ISEM). Consiglio Nazionale delle Rircerche, Italia (CNR). Universidad Nacional de San Marcos; Instituto Raúl Porras Barrenechea; Archivo General de la Nación de Perú; Archivo de la municipalidad de Lima, etc.

Modalidad: A distancia mediante Aula Virtual REDCID.

Duración: Cuatro semanas, del 6 al 31 de mayo de 2013.

Evaluación: La descarga, lectura y comentario del material ofrecido en los foros se antoja fundamental a la hora de su comprensión, por lo que servirá de gran ayuda para evaluar la dedicación y seguimiento del curso. También lo será, en la medida de lo posible, la asistencia virtual a las conferencias que se programen. De igual manera, habrá que realizar los ejercicios que se formulen para cada uno de los módulos de la actividad formativa, no en vano ésta pretende ser eminentemente práctica, de cara a la aplicación de los conocimientos adquiridos en el ámbito de trabajo.

Aranceles: Argentina 500 pesos. Europa 200 Euros. América y otros países 200 Dólares.

Formas de pago: En Argentina: Pago Fácil y Rapipago. Otros países: Western Union, Paypal y MoneyGram

Certificados: Se enviará por e-mail certificado de aprobación del curso con una duración de 100 horas teórico prácticas.

22 de abr de 2013

Nuevo programa de Archivística en la EIB-UdeA


El Ministerio de Educación Nacional de Colombia, Mediante Resolución No. 12322 del 28 de septiembre de 2012, otorgó el Registro Calificado al nuevo programa profesional de la Escuela Interamericana de Bibliotecología, Archivística por un término de siete años. Con este documento se da licencia a la formación de archivistas profesionales que se desempeñarán con competencias en la administración documental, la gestión del patrimonio y la investigación, en un contexto de impacto de las tecnologías de la información y la comunicación en el mundo de los archivos.

El programa que es pionero en Colombia en la formación de profesionales con titulación específica en Archivística, es el resultado de una discusión espistemológica y curricular de varios años por parte del Comité de carrera del programa. Parte de la convicción de que la Archivística es una disciplina con un objeto de estudio propio y se ambienta en la concepción de Archivo Total donde están los archivos de gestión, central e históricos. Igualmente su base es el conocimiento archivistico como eje del plan de estudios articulado por el conocimiento administrativo de un lado y la consciencia patrimonial e histórica por el otro, donde las tecnologías de la información y la comunicación son herramientas para el trabajo archivistico y la investigación es transversal a todo el plan de estudios. (información acá).


Información envida por María Cristina Betancur

18 de abr de 2013

Chamada para comunicações - 3º SIMTA


3º Seminário Internacional o Mundo dos Trabalhadores e seus Arquivos: Direito à Memória e à Verdade

Está aberta a chamada para apresentação de propostas de comunicações no 3º Seminário Internacional o Mundo dos Trabalhadores e seus Arquivos: Direito à Memória e à Verdade. Os interessados deverão se ater as normas abaixo.

Datas importantes:
  • Evento: Rio de Janeiro – Brasil 16 a 20 de setembro de 2013
  • Submissões: entre 15 de março e 15 de junho de 2013
  • Texto final: até 13 de setembro de 2013

CHAMADAS PARA SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

As sessões de comunicações do 3º Seminário Internacional o Mundo dos Trabalhadores e seus Arquivos terão três eixos temáticos, cujas ementas seguem abaixo.
I - Acervos e memória dos trabalhadores na cidade e no campo.
As propostas de comunicação deverão ser sobre projetos e trabalhos de recuperação, organização, preservação e disponibilização de fundos, coleções e demais documentos de tipo, gênero e suportes diversos vinculados ao mundo dos trabalhadores. As propostas de comunicações sobre políticas de implantação de arquivos e centros de documentação em entidades sindicais, entidades dos movimentos sociais, organizações políticas e partidárias e em entidades públicas e privadas deverão ter como característica que as instituições que organizam e preservam esses acervos deem acesso público à documentação de valor histórico e cultural.
II - Ditadura e repressão aos trabalhadores.
As propostas de comunicações deverão ser resultantes de pesquisa que evidenciem os atos de violação de direitos, perseguição, tortura, desaparecimento e assassinato de trabalhadores durante períodos de ditadura militar no Brasil e/ou em outros países da América Latina. Poderão, ainda, ser contempladas propostas de comunicação voltadas à elucidação dos mecanismos de controle do movimento sindical e das formas de resistência e luta dos trabalhadores, sindicalizados ou não, contra o autoritarismo e a repressão.
III - Direito à memória e à verdade
As propostas de comunicações deverão abordar o direito à memória e à verdade, tendo em vista a importância da relação estabelecida entre memória e verdade, ainda que de forma conflitiva e disputada, para o processo de construção da identidade política, cultural e social de um povo. Os trabalhos devem contemplar a temática no que se refere ao período dos regimes de exceção e aos mecanismos de justiça de transição atualmente utilizados no Brasil e/ou em outros países da América Latina, na perspectiva de debater iniciativas de recuperação da nossa história recente e de aperfeiçoamento do processo democrático.

INSCRIÇÕES PARA SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

Os candidatos interessados em participar do processo de seleção de trabalhos devem seguir as seguintes orientações:
1 – Indicar na primeira página o tema da sessão de comunicação, título do trabalho, o(s) autor(es) da comunicação, e-mail para contato;
2 – Na segunda página deve constar o título do trabalho em negrito e o resumo expandido, com texto entre 500 e 700 palavras em português ou espanhol;
3 – O resumo expandido deve ressaltar o objetivo, método, resultados e conclusões do trabalho;
4 – Em outra página deve enviar resumo em um único parágrafo, com aproximadamente 100 palavras, para fins de publicação, caso a proposta seja selecionada;
5 – Os resumos deverão ser redigidos no formato Word, em Times New Romam, tamanho de fonte 12, alinhamento justificado e espaçamento 1,5;
6 – Podem ser apresentados trabalhos coletivos sendo que a apresentação fica restringida a duas pessoas;
7 – O tempo para a apresentação do trabalho será de 20 minutos, sendo que não haverá tradução simultânea;
8 – As propostas devem ser enviadas entre 15 de março e 15 de junho de 2013, exclusivamente para o e-mail mundodostrabalhadores2013@gmail.com
9 – Os trabalhos serão selecionados pela Comissão Organizadora do evento considerando sistema de pontuação e mérito;
10 - A divulgação dos trabalhos selecionados será feita no dia 01 de agosto de 2013, não cabendo nenhum tipo de recurso. Todos os inscritos receberão por e-mail resposta de aceite ou não de seu trabalho;
11 – O autor da inscrição do trabalho selecionado será comunicado por e-mail. Anexo à comunicação serão enviadas as normas para elaboração da integra do artigo;
12 – O artigo na íntegra deverá ser enviado, impreterivelmente, até o dia 13 de setembro de 2013.
13 - Os artigos selecionados serão publicados em um livro eletrônico no site dos promotores e/ou organizadores do seminário;
14 - Os candidatos selecionados para as sessões de comunicações não estão isentos do pagamento da taxa de inscrição no seminário. O valor da inscrição é de R$ 70,00 (setenta reais) para representantes de instituições e profissionais e de R$ 50,00 (cinquenta reais) para estudantes.
Promoção
  • Arquivo Nacional do Brasil
  • Central Única dos Trabalhadores (CUT)
Comissão Organizadora:
  • Arquivo de Memória Operária do Rio de Janeiro da Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Centro de Documentação e Memória Sindical da CUT
  • Centro de Referências Memórias Reveladas
  • Centro de Memória, Documentação e Hemeroteca Sindical “Florestan Fernandes” da Universidade Estadual Paulista
  • Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST) da Universidade Estadual da Sudoeste da Bahia
  • Núcleo de Pesquisa, Documentação e Referências sobre Movimentos Sociais e Políticas Públicas no Campo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Maiores informações: aqui

Posts anteriores deste blog relacionados:

Copiado de informação enviada por Antonio José Marques

15 de abr de 2013

Sobre la importancia de un archivo regional para la investigación y la memoria


Como parte fundamental de la temática patrimonial, se da a conocer el artículo "La historia y las fuentes en la Región de Los Lagos". El trabajo es autoría de los jóvenes profesores Alejandro Cárcamo, Fredy Jaque, Roberto Matus, Camila Oñate, de la socióloga (UFRO) Ivonne Oyarzún y de los estudiantes de Pedagogía media con mención en Historia y Geografía, René Muñoz, Miguel Sepúlveda y Fernando Tapia y del profesor Marcelo Javier Neira Navarro. El referido trabajo, fue seleccionado para ser publicado en la Revista Archivo Nacional, en el contexto de su 85 aniversario.

El artículo rescata el valor de los documentos de archivo y la idea de un Archivo Regional, útil para el trabajo investigativo de distintas disciplinas de las ciencias sociales. Los archivos son entendidos como fuentes organizadas de información. El trabajo expone las distintas dificultades de accesibilidad a nivel regional para la construcción del saber local, partiendo de la base que las unidades de información son parte integrante de una serie de fenómenos sociales que, entre otros aspectos, tienden a reproducir la centralización política de nuestro país.

Copia del trabajo está accesible acá y debe ser citado con la siguiente información: 
NEIRA, M., CARCAMO, A., JAQUE, F., MATUS, R., OÑATE C., OYARZÚN I., MUÑOZ, R., SEPÚLVEDA, M. y, TAPIA, F., La historia y las fuentes en la Región de Los Lagos (p. 44-47), en Revista Archivo Nacional, N° 5, 2012, Número especial aniversario, DIBAM, Santiago de Chile, noviembre de 2012, ISSN, 0719-3106.
El trabajo es fruto del Proyecto Latitud 40 (acceso acá).


Información extraída de nota de Latitud 40, enviada por Marcelo Neira

12 de abr de 2013

III Reparq tem prazos prorrogados

III Reunião Brasileira de Ensino e Pesquisa em Arquivologia:
perfil, evolução e perspectivas do ensino e da pesquisa em Arquivologia no Brasil

A Profa. Aurora Leonor Freixo, membro da comissão organizadora da III Reparq informa que o prazo para submissão de trabalhos foi prorrogado até 30 de abril de 2013.

Apresentação
A institucionalização da Arquivologia, como campo científico, no Brasil, encontra-se em processo de consolidação, em decorrência das conquistas em âmbito nacional e, também, pela própria afirmação da área, na esfera internacional. Entre os anos de 1977 e 2012, o ensino universitário da Arquivologia, na graduação, vem se expandido e conquistando identidade própria. Totalizam, no momento, 17 cursos de graduação, todos ministrados por universidades públicas federais e estaduais, distribuídos nas 5 regiões político-administrativas do Brasil. A ausência de Mestrado e Doutorado em Arquivologia no país, motivou uma demanda dos profissionais da área junto a programas de pós-graduação em Ciência da Informação, História, Administração, Educação e Engenharia de Produção. O ano de 2012 se apresenta como marco significativo na história da Arquivologia brasileira, quanto à pós-graduação, por meio da criação do primeiro curso de Mestrado Profissional em Gestão de Documentos e Arquivos. A produção e a difusão da literatura arquivística brasileira se concentra, em grande escala, nas regiões Sudeste (92%), Centro-Oeste (5%) e Sul (3%). As regiões Norte e Nordeste contam com uma produção limitada. Acompanhar a evolução dessa trajetória é fundamental para possibilitar uma demarcação da área, sobretudo, para subsidiar a construção de uma consciência coletiva da comunidade arquivística representada por discentes, docentes e pesquisadores. Por outro lado, mostram-se oportunas as reflexões sobre os caminhos futuros da Arquivologia no país, sob as perspectivas do Plano Nacional de Educação (2011-2020), do Plano Nacional de Pós-Graduação (2011-2020) e do incremento de políticas públicas de fomento à pesquisa e à inovação.

Prazos 

  • Submissão de trabalhos: 07/01/2013 a 30/04/2013
  • Envio dos pareceres aos autores: até 31/05/2013
  • Envio, pelos autores, da versão final do trabalho, em caso de ajustes solicitados pelos avaliadores: até 15/06/2013
  • Divulgação da programação final: até 30/06/2013


Inscrição 

  • A inscrição na III Reparq é gratuita;
  • Todos os participantes deverão preencher o formulário de inscrição no evento, inclusive aqueles que irão apresentar trabalhos.

Submissão de trabalhos
  • A III Reparq receberá trabalhos para comunicação oral.
  • A cada participante é permitida a inscrição de até dois trabalhos.
  • Será emitido certificado de trabalho aceito e apresentado para cada autor, desde que inscrito na III Reparq. No certificado constarão os nomes de todos os responsáveis pela elaboração do trabalho.
  • Só serão aceitos trabalhos não publicados e resultantes de pesquisas já concluídas ou em estágio avançado de desenvolvimento, em que o autor seja, no mínimo, mestrando regularmente matriculado e que já tenha cumprido as disciplinas do 1º período do Curso.
  • No caso de trabalhos submetidos por mestrandos nas condições estipuladas acima, o autor deverá enviar declaração do Programa, comprovando o cumprimento das disciplinas do 1º período do Curso, para o email , a fim de validar a submissão.
  • No ato de submissão do trabalho pelo menos um dos autores deve estar inscrito no evento.
  • Todas as submissões devem ser feitas através no sítio do evento, guia "inscrições" ou  aqui.
  • O prazo para submissão dos trabalhos é de 15/01/2013 a 30/04/2013.
  • No caso de ajustes recomendados pelos avaliadores, o novo texto deverá ser resubmetido nas mesmas condições anteriores, através do no sítio do evento.
  • Os trabalhos devem ser submetidos em forma de texto completo, seguindo as normas estabelecidas;
  • O não cumprimento dessas normas significa automaticamente a desconsideração do trabalho.
  • As informações referentes aos trabalhos aprovados, bem como às datas e horários das apresentações orais estarão disponíveis no site do evento.

Regras para elaboração de resumo e texto completo
  • Os textos devem estar em formato que permita editoração: doc, docx.
  • O resumo e o abstract (em inglês) devem ser redigidos em fonte Times New Roman, tamanho 12, com espaçamento entre linhas do tipo simples, contendo no máximo 300 palavras.
  • No resumo e abstract devem estar especificados: os objetivos do trabalho, a fundamentação teórico-metodológica, os resultados e as conclusões.
  • A folha de rosto deve conter:
    > III Reunião Brasileira de Ensino e Pesquisa em Arquivologia - REPARQ 2013;
    > título do trabalho;
    > não colocar identificação do(s) autor(es) no texto.
  • O trabalho deve ter o formato A4, entre 15 e 20 laudas, inclusive folha de rosto e referências.
  • O tamanho das margens deve ser: superior 3,0cm; inferior 2,0cm; esquerda 3,0cm; direita 2,0cm.
  • O espaçamento entre linhas deve ser de 1,5, sem espaço entre parágrafos e com recuo de 1,25cm no início de cada parágrafo.
  • A fonte deve ser Times New Roman, tamanho 12.
  • As notas explicativas devem vir no rodapé da página onde são inseridas.
  • Os quadros, tabelas e figuras devem seguir as normas do IBGE.
  • A estrutura do texto, a numeração sequencial dos itens, as citações e referências devem seguir as normas da ABNT para trabalhos científicos.

Apresentação de trabalhos
  • O tempo de exposição será de 20 minutos.
  • A comunicação oral dará direito à publicação do trabalho nos anais da III Reparq.
  • Só um dos autores poderá efetuar a apresentação oral.
  • O certificado será emitido com o nome de todos os autores.
  • Somente será emitido certificado individual aos autores inscritos no evento.
  • A não apresentação do trabalho implica no cancelamento da emissão do certificado.
  • Projetores multimídia (datashow) e conexão com a internet estarão disponíveis no momento da apresentação.

Outras informações: http://www.reparq2013.ici.ufba.br/


III Reunião Brasileira de Ensino e Pesquisa em Arquivologia




Adaptado de e-mail enviado por José Maria Jardim e de informações da página do evento

11 de abr de 2013

Dados abertos: chamada para artigos

Dados Abertos para Desenvolvimento da América Latina e Caribe  » Chamada Pública para elaboração de artigos

Aproveite a oportunidade para participar da Conferencia Regional de Datos Abiertos para América Latina y el Caribe com tudo pago! Os 5 classificados para escrever artigos sobre os temas abaixo ganharão a viagem a Montevideu. Das cinco equipes, duas serão selecionadas para ganhar *R$ 9.000,00 (nove mil reais), por equipe.
W3C Brasil, vinculado ao Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br e através do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br, lança a Chamada Pública – CP-W3CBR /2013 com o objetivo selecionar propostas para “pesquisa e elaboração de artigo” sobre dados abertos.
As propostas devem seguir as áreas temáticas relacionadas a dados abertos:
    1. Macroeconomia dos dados abertos: cadeia de valores: Estudos e pesquisas sobre cadeia econômica dos dados abertos. Exemplo elaborado pela pesquisadora Janet Hughes clique aqui.
    2. Interfaces DataVis: estudos e pesquisas em melhores técnicas para interfaces de Visualização de Dados (ou DataVis), no âmbito do tema de dados abertos. Para informações adicionais sobre o tema abordado no W3C clique aqui.
    3. Acessibilidade na Web: estudos e pesquisas em melhores práticas que usem dados abertos e acessibilidade na Web. Para informações adicionais sobre o tema abordado no W3C clique aqui.

Prazos importantes:
  • data limite para envio da proposta será até o dia 18 de abril de 2013;
  • divulgação dos resultados das 05 (cinco) equipes selecionadas para escreverem os artigos será dia 23 de abril de 2013;
  • data limite para as equipes enviarem os artigos completos será até o dia 23 de maio de 2013;
  • divulgação das 02 (duas) equipes vencedoras será durante a Conferencia Regional de Datos Abiertos para América Latina y el Caribe, que será realizada nos dias 26 e 27 de junho de 2013.

Copiado de W3C-Brasil, a partir de e-mail enviado por Cláudio Duque

8 de abr de 2013

III Conferência sobre Tecnologia, Cultura e Memória



O CTCM 2013 pretende estimular o debate sobre as tendências contemporâneas e os problemas estratégicos que envolvem a tecnologia aplicada à gestão da memória no âmbito da Ciência da informação e domínios afins. O evento se propõe a discutir as tendências universais para o tratamento, organização, difusão e acesso à informação registrada e o papel das networks no desenvolvimento de processos colaborativos.

Chamada de Trabalhos para a Conferência sobre
Tecnologia, Cultura e Memória (CTCM) 

A Organização Geral da Conferência sobre Tecnologia, Cultura e Memória (CTCM-2013), por meio de sua Comissão Científica, torna pública a chamada de trabalhos completos, conforme as condições deste Edital. 

Serão aceitos trabalhos submetidos por pesquisadores, discentes e docentes de cursos de Graduação e Pós-graduação (Especialização, Mestrado e Doutorado), desde que a temática dos textos esteja em conformidade com os Grupos de Trabalho estabelecidos. 

Os trabalhos completos selecionados pela Comissão Científica deverão ser apresentados em forma de comunicação oral em horário e local a ser definido pela Comissão Organizadora do CTCM-2013. 

A tabela abaixo apresenta o cronograma relativo às submissões dos trabalhos. 


Datas Importantes
Atividade
Até 30 de Junho de 2013
Submissões de Trabalhos
31 de agosto de 2013
Notificação dos trabalhos aceitos
Até 31 de outubro de 2013
Inscrições
12-14 de novembro de 2013
Realização do CTCM 2013


 1.        Temáticas do CTCM 2013

Sugere-se que os autores do CTCM 2013 submetam trabalhos que ilustrem resultados de pesquisa, projetos, e experiências em andamento que descrevam avanços significantes. As temáticas são organizadas em eixos definidos a fim de agrupar os trabalhos em grupos de interesses correlatos. 
  1. Tecnologia aplicada à memória; 
  2. Sistemas Memoriais; 
  3. Redes de instituições memoriais; 
  4. Curadoria Digital; 
  5. Humanidades digitais; 
  6. E-Science librarianship; 
  7. Estratégias para preservação e acesso à informação; 
  8. Repositórios Institucionais e Acesso aberto; 
  9. Memória da Ciência e da tecnologia; 
  10. Políticas públicas para o patrimônio Cultural;
2.         Padronização dos trabalhos científicos

O CTCM-2013 apenas receberá trabalhos enquadrados nas seguintes recomendações.
  1. Os trabalhos completos devem ter no mínimo 10 (dez) e no máximo 15 (quinze) laudas, incluindo folha de rosto, referências, apêndices e anexos; 
  2. Formatação: arquivo DOC (Microsoft Word 97-2003). Formato A4 (margem superior e esquerda = 3 cm, margem inferior e direita = 2 cm). Espaçamento entre linhas 1,5 cm. Parágrafo com recuo de 1,5 cm, alinhamento justificado e sem espaços entre eles. Não usar numeração de páginas; 
  3. O sistema de submissões prevê a avaliação cega pelos pares. Por essa razão, o(s) nome(s) do(s) autor(es); a afiliação institucional de cada autor; a titulação de cada autor; e os e-mails de cada autor não devem constar no texto do trabalho: devem ser incluídos apenas nos metadados. 
ATENÇÃO: *Não* serão aceitos documentos no formato docx. Use a opção “Salvar como” e selecione o formato Word 2003, se for necessário.
  1. Conteúdo da primeira página (folha de rosto):
·  Título: letras maiúsculas em negrito, fonte Times New Roman, tamanho 14;
·  Subtítulo: letras minúsculas em negrito, fonte Times New Roman, tamanho 14;
·  Resumo: parágrafo único com até 200 palavras, em fonte Times New Roman, tamanho 10, antecedido da palavra RESUMO (maiúscula e negritada) em espaçamento simples;
·   Palavras-chave: entre 3 e 5 termos, em fonte Times New Roman, tamanho 10, abaixo do resumo;
·  Abstract: parágrafo único em língua inglesa com até 200 palavras, em fonte Times New Roman, itálica, tamanho 10, antecedido da palavra ABSTRACT (maiúscula, itálica e negritada), em espaçamento simples;
· Keywords: entre 3 e 5 termos em língua inglesa, em fonte Times New Roman, itálica, tamanho 10, abaixo do Abstract;
·  No resumo e abstract devem estar especificados: os objetivos do trabalho, a fundamentação teórico, método, resultados e as conclusões.

  1. Conteúdo do texto:
· O Corpo do Trabalho deve compor: Introdução, Desenvolvimento, Método, Resultados e Discussões, Considerações Finais ou Conclusão, Referências e;
· O Corpo do Trabalho deve ser digitado em fonte Times New Roman 12, espaçamento simples entre linhas e justificado;

3.         Procedimentos para submissão

Os trabalhos completos devem ser enviados até as 23h59min do dia 30 de junho de 2013 pelo sistema de submissão existente no site do evento (http://www.jalan.com.br/eventos/ctcm2013/formularioInscricao.php?i=1) seguindo as especificações abaixo.
Será permitido o número máximo de cinco (5) autores por produção científica. Os trabalhos submetidos que excederem este número não serão avaliados. Não haverá limites de envios de trabalhos para autores e co-autores.

O autor não poderá identificar-se no documento submetido para avaliação da Comissão Julgadora. Caso seja constatado qualquer indício, no texto que venha a tornar conhecida a sua autoria, o mesmo será desclassificado. 
A Comissão Organizadora encarrega-se de adicionar a autoria nos trabalhos, para a inclusão no Livro com ISBN do CTCM-2013.

4.         Critérios de avaliação

Os trabalhos submetidos devem atender aos seguintes critérios de avaliação: Clareza; Criatividade; Concisão; Correção; Encadeamento; Consistência; Precisão; Extensão; Especificidade. 

No final do julgamento, a comissão científica tomará as seguintes decisões sobre os trabalhos enviados: 
  • Aceito para apresentação e publicação; 
  • Aceito com restrições; 
  • Recusado.

5.         Modalidades de apresentação

Os trabalhos aceitos deverão ser apresentados na forma de comunicação oral ou pôster, atendendo às seguintes especificações: 
  • Apresentação oral de 15 minutos de exposição da produção, dando prioridade ao problema da pesquisa e aos resultados obtidos, podendo o autor utilizar, em sua apresentação, slides, vídeos, etc, complementado de até mais 5 minutos para esclarecimentos aos membros da Comissão Julgadora, assim como para o público presente. 
  • Pôster. Os pôsteres, pré-formatados em Power-point, serão exibidos em projeção sequencial em telas digitais no Hall do evento. 
6.         Certificados

Apresentação: Será concedido um certificado para cada produção, com indicação de todos os autores e entregue ao final da apresentação. 

7.         Publicação

Os trabalhos completos serão publicados na forma de livro com ISBN, e disponibilizados no formato e-pub (com ISBN) no Repositório Institucional da UFPE. 

8.         Premiação
  • Os dez trabalhos considerados pelo Comitê Científico como os mais inovadores serão reembolsados da taxa de inscrição; 
  • Destes, o trabalho mais inovador terá a cobertura das despesas de hospedagem custeadas pela organização do evento e será premiado com um Tablet.

5 de abr de 2013

AGCRJ é vinculado à Casa Civil


O Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, instituição criada em 1567, esteve, por diversas vezes, em uma posição privilegiada junto aos órgãos aos quais era subordinado. Durante o período colonial e imperial acompanhou a Câmara Municipal em suas andanças por vários endereços, pois era a instituição responsável pela guarda e organização da documentação produzida pelo Conselho Municipal. Com a Proclamação da República e sua transferência para a recém-criada Prefeitura do Distrito Federal, foi alçada à condição de Diretoria, vinculado diretamente ao prefeito, condição que voltou a usufruir em 1919. Depois disso, sua trajetória foi descendente em termos de subordinação hierárquica. Este posicionamento na estrutura constituía um embargo para que a instituição desenvolvesse suas atividades, principalmente a partir da Lei nº 3.404, de 5 de junho de 2002, que dispôs que o Arquivo seria o gestor da Política Municipal de Arquivos e do Sistema de Memória da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Seguindo o caminho já trilhado pelo Arquivo Nacional e pelos Arquivos Públicos dos Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, o Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, pelo DECRETO Nº 36689, de1º de janeiro de 2013, passou a ser um órgão vinculado à Casa Civil da Prefeitura do Rio, fato que facilitará o diálogo com os demais órgãos municipais, possibilitando que exerça em plenitude as funções que lhe foram confiadas pela Lei 3.404.

Texto divulgado por Bia Kushnir, historiadora e diretora do ACRJ

1 de abr de 2013

III Encontro de Arquivos do Algarve


O III Encontro de Arquivos do Algarve realizar-se-á no Auditório Municipal de Olhão nos dias 31 de Maio e 1 de Junho de 2013. A organização do evento estará a cargo da Câmara Municipal de Olhão, da Rede de Arquivos do Algarve (RAalg) e do Arquivo Distrital de Faro. O Encontro contará também com a Delegação
Regional do Sul da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalista (BAD) como entidade parceira.

Decorrerá, no primeiro dia (sexta feira), entre as 14h00 e as 18h30 e, no segundo (sábado), entre as 9h30 e as 13h00, seguindo-se depois um almoço livre e, à tarde, um passeio pela Ria Formosa no Caíque Bom Sucesso, oferecido pelo Município de Olhão, sujeito a inscrição. No primeiro dia do Encontro haverá também um jantar organizado pela Delegação Regional do Sul da Bad, em local a definir necessitando, também, de registo.

A inscrição no III Encontro é gratuita e os participantes terão direito a declaração de presença. 

Em termos de oradores temos já confirmada a presença do Professor Doutor Carlos Guardado da Silva, arquivista da Câmara Municipal de Torres Vedras e Professor do Curso de Mestrado em Ciências da Documentação e da Informação da Faculdade de Letras - Universidade de Lisboa, membro importante do Grupo de Trabalho MEF/Autarquias, convidado do encontro para uma comunicação e workshop, que irá falar sobre a Macroestrutura Funcional e a classificação de documentos para as Autarquias Locais; do Professor Doutor António Rosa Mendes, que abordará a temática da Historiografia do Algarve e a importância dos arquivos, bem como de arquivistas do Algarve que proferirão comunicações dentro do tema do Encontro.

Este Encontro é dirigido a todos os colegas e a todos os técnicos, caso de gestores e informáticos, que de alguma forma estejam ligados com a problemática das classificações nos sistemas de gestão de informação, que participem presencialmente ou com comunicações no III Encontro de Arquivos do Algarve.


As datas já definidas são:
  • Pré‐inscrição até 15 de abril;
  • Inscrição até 23 de maio;
  • Entrega dos títulos, resumos e bibliografia até 15 de março, máximo 300 palavras;
  • Entrega do texto da comunicação até 11 de maio.

Formas de inscrição:

Outras informações:
  • Enviar os resumos e comunicações para o e‐mail: hvinagre@cm‐olhao.pt
  • No caso de dúvidas também poderá ligar para o telefone: 289700177.

Adaptado de informações disponibilizadas por João Saboia