27 de jul de 2012

Arquivos e direitos humanos



Documentos essenciais para a compreensão da violação de direitos humanos no Uruguai estavam jogados em um fosso de elevador. Hoje encontram-se submetidos a tratamento técnico, sob a responsabilidade da arquivista  Liliana Gargiulo, em espaço cedido pelo Museu de Arte Pré-colombiana e Indígena (MAPI). Os resultados preliminares foram apresentados em uma reunião pública, com o objetivo de compartilhar informações. 

Os documentos encontrados, segundo Liliana Gargiulo, são constituídos por cerca de 100 pacotes e 07 gavetas. Até o momento foram organizadas 10 caixas, com ações de conservação preventiva, como troca de embalagens e pastas. Também se iniciou a classificar as fichas de acordo com os departamentos produtores, agregando uma especificação sumária de dados para facilitar o processamento. O material estará disponível à pesquisa após o término dessa etapa de organização.

Mais notícias, fotos e vídeo sobre a reunião estão disponíveis na página da Presidência da República Oriental do Uruguai, aqui.

Adaptado de informação enviada por Liliana Gargiulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário